Você está aqui: Página Inicial / Em referência à matéria veiculada pelo Ministério Público de Rondônia na data de 11/09, que aborda o pedido de inconstitucionalidade da Resolução n. 689/2023 a qual trata do reajuste anual do subsídio dos vereadores da Câmara Municipal de Porto Velho

Em referência à matéria veiculada pelo Ministério Público de Rondônia na data de 11/09, que aborda o pedido de inconstitucionalidade da Resolução n. 689/2023 a qual trata do reajuste anual do subsídio dos vereadores da Câmara Municipal de Porto Velho

por Departamento de Comunicação publicado 14/09/2023 11h40, última modificação 14/09/2023 11h40

 Viemos por meio deste
comunicar e esclarecer a situação.
A Resolução em questão foi devidamente votada e regulamentada em conformidade com o
regimento interno. Contudo, esta Presidência da Câmara Municipal de Porto Velho determinou a
não implantação financeira ao subsídio dos vereadores. Isso se deve ao fato de que aguarda-se o
desfecho do Recurso Extraordinário 1344400, em tramitação no Supremo Tribunal Federal. Esse
recurso trata da constitucionalidade da recomposição do subsidio dos agentes políticos na mesma
legislatura.
Queremos assegurar à população de Porto Velho que estamos comprometidos com a legalidade e a
transparência em todas as nossas ações. Continuaremos acompanhando de perto o desenrolar do
processo no STF e agiremos de acordo com a decisão final da mais alta instância jurídica do país.
Porto Velho, 13 de setembro de 2023
MÁRCIO PACELE VIEIRA DA SILVA
Vereador Presidente da CMP




Acesso à Informação




 e-PMPV


A CÂMARA NAS MÍDIAS SOCIAIS

Facebook Youtube

Pesquisa de Opinião

Gostou do novo site?

Sim, gostei
Não gostei
Pode melhorar
spinner
Total de votos: 218
Pesquisar no BuscaLeg
Logotipo do BuscaLeg - Buscador Legislativo